sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Elmo


O elmo é uma parte da armadura utilizada para a proteção da cabeça do guerreiro. Pode ser feito de diversos materiais, embora o de ferro seja o mais comum, variando seu tamanho, tipo, desenho. Sua aparição mais significativa veio na Idade Média, quando cavaleiros medievais utilizam-se dessa proteção.

De todas as peças da armadura, o elmo é a mais importante.

Por cobrir a cabeça, não só preserva o guerreiro de golpes de armas brancas, mas guarda seus pensamentos, como um cofre vigilante com fechadura de segredo na porta.

Pensar em elmos como os de Asterix e Thor, que, no lugar de chifres, possuem um par de asas em sua superfície, é quase como um jogo de contrastes entre o peso da armadura de metal e as asas prontas para voar, ao mesmo tempo em que a racionalidade da guerra atrai os corpos de seus donos para a luta.

A força física e os poderes do herói gaulês e do deus do trovão, junto aos duros elmos que os acompanham nas batalhas e que protegem suas partes racionais, parecem pequenos com as asas que querem voar e sair de tanta racionalidade do homem. Mas a luta entre a fantasia e a racionalidade, afinal, é que é a maior das guerras.

2 comentários:

Carlos Assis disse...

Muito legal. Esse Thor ficou demais!

Só uma curiosidade sobre os elmos dos viquingues: diferente de como são representados, os viquingues não tinham chifres em seus elmos. Com as invasões bárbaras, igrejas e mosteiros foram saqueadas, e os saqueadores passaram a ser retratados pelos artistas cristãos com chifres em seus elmos, fazendo referência ao coisa ruim, rs.

Um abraço e feliz 2011!

Camilla disse...

Ô Carlos, fazia tempo que você não passava por essas bandas!
Bem legal essa história dos elmos, adorei!
Um ótimo 2011 para todos nós!